Doenças do Intestino

Endometriose Intestinal

Endometriose Intestinal

Download PDF O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE

A endometriose é uma doença que se caracteriza pela presença de glândulas e estroma endometriais fora da cavidade uterina.

A endometriose constitui uma causa comum de cirurgia realizada em mulheres jovens. Pode provocar: infertilidade, dor pélvica e defecação dolorosa.

As duas teorias mais difundidas à respeito da etiologia da endometriose são a metaplasia celômica e a implantação de células endometriais viáveis, em consequência da ocorrência de menstruação retrógrada pelas tubas uterinas.

QUADRO CLÍNICO

A pelve constitui o local mais comum de ocorrência de endometriose. Os locais potenciais de implantação no abdome incluem, além da pelve, o apêndice, o intestino delgado e o diafragma.

Como a maioria das mulheres apresenta doença confinada à pelve, as queixas iniciais mais comuns referem-se a irregularidades menstruais, dor pélvica e infertilidade.

As principais manifestações clínicas são:

  • Dor pélvica e dismenorreia (cólica antes ou durante a menstruação)
  • Dispareunia (dor durante o ato sexual)
  • Infertilidade
  • Sintomas intestinais
    - Alteração do hábito intestinal (constipação e diarreia).
    - Diminuição dos calibres das fezes.
    - Tenesmo (espasmo doloroso do esfíncter anal ou vesical)
    - Sangramento retal (raramente).

Em pacientes com endometriose intestinal, a região retossigmoide está comprometida em mais de 70%, seguido do intestino delgado e o apêndice.

DIAGNÓSTICO

  • História clínica e exame físico.
  • Avaliação laboratorial (CA-125)
  • Colonoscopia
  • Exames de imagem (ultrassonografia da pelve, ultrassonografia transvaginal, ultrassonografia endorretal, enema opaco, tomografia computadorizada pélvica e ressonância magnética pélvica).
  • Laparoscopia diagnóstica

TRATAMENTO

  • Tratamento clínico
    - Contraceptivos orais.
    - Danazol.
    - Agonistas do hormônio de liberação das gonadotrofinas GnRH.

 

  • Tratamento cirúrgico
    - Laparoscopia ou laparotômica.

 

Fale Conosco

REDES SOCIAIS

Facebook

Youtube

Linkedin

Podcast

Newsletter

Cadastre-se e receba novidades